Encontro de Negócios do Grande Rio pode movimentar até R$ 44 milhões

facebook twitter

 

Promovida pela FIRJAN Caxias, 11ª edição do maior encontro empresarial da Baixada Fluminense realiza cerca de 300 reuniões entre empresas de todos os portes e diversos setores no SESI do município

 

A expectativa de movimentar até R$ 44 milhões em novos negócios nos próximos dois anos, gerada através de cerca de 300 reuniões realizadas no Encontro de Negócios do Grande Rio, promete ajudar a reaquecer a economia da Baixada Fluminense. A 11ª edição do maior encontro empresarial da região foi uma oportunidade para as empresas driblarem a crise.

O evento visa a aproximação entre micro, pequenas, médias e grandes empresas, incentivando o networking, a geração de negócios, novos mercados e acesso a informações estratégicas para melhoria da competitividade. A iniciativa, realizada nesta quarta-feira, 29, no SESI Duque de Caxias, foi promovida pela Representação Regional FIRJAN/CIRJ Baixada Fluminense Área II, no mesmo município, e contou com parceria do SEBRAE e da Braskem.

“O evento é uma mostra de que estamos fazendo nossa parte no esforço de reaquecer a economia do Rio de Janeiro, propondo conexões que façam a roda girar e assim impulsionar a criação de novas oportunidades, riqueza e renda”, afirmou Carlos Fernando Gross, vice-presidente do Sistema FIRJAN, na abertura do evento.

Roberto Leverone, presidente da Representação Regional FIRJAN/CIRJ na Baixada Fluminense Área II, Duque de Caxias, destaca a importância do evento neste momento conturbado que o estado do Rio atravessa. “A economia fluminense está em retração e a indústria sente os efeitos da perda de competitividade. Enxergamos aqui uma grande oportunidade de negócios para alavancar a economia e o desenvolvimento da região, através das rodadas de negócios, onde micro, pequenas e médias empresas podem apresentar seus produtos e serviços às grandes compradoras”, disse Leverone, que também é proprietário da Floc Têxtil e da Floc Indústria e Comércio, ambas em Magé.

Vinte e sete grandes empresas compradoras, de diversos segmentos, participaram do Encontro, como: Arlanxeo Brasil S.A.; Braskem; Carl Zeiss Vision Brasil Indústria Óptica LTDA; Karga Rio Armazéns Gerais LTDA/Carvalhão; Croydonmaq Industrial LTDA; Floc Têxtil Indústria e Comércio LTDA; Petrobras UTE; Lubrizol do Brasil Aditivos LTDA; Nitriflex S.A. Indústria e Comércio; Nortec Química; Ruhrpumpen do Brasil Indústria e Comércio de Bombas Hidráulicas LTDA; Sal Cisne; Sebrae; Supergasbras; Thyssenkrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico; e Turismo Três Amigos LTDA. A iniciativa contou também com a participação de sindicatos dos setores da Construção, Alimentação e Metalmecânico.

“A crise é um desafio e pode ser uma grande chance de desenvolvimento. A FIRJAN está dando toda a sua contribuição para reaquecer a economia local, estimulando a competividade e buscando alternativas. Participamos do Encontro de Negócios como comprador e nossa expectativa é muito otimista. O evento é uma saída para superarmos a má fase econômica, conhecendo novos fornecedores e fechando bons negócios”, ressaltou Silvio Carvalho, diretor da empresa de transporte e logística Carvalhão, em Caxias.

Há 60 anos no mercado, a fornecedora e exportadora de madeiras Forex, em Caxias, conquistou três novos clientes só na 10ª edição do Encontro, em 2014. Nesta edição, a representante comercial da empresa Ana Paula Vieira disse que agendou mais de dez reuniões. Ela também trocou informações e contatos no lounge do evento. “Desmarquei um compromisso de trabalho em Macaé para passar o dia todo no Encontro de Negócios. Se batermos na porta das grandes empresas não encontramos a abertura que o evento nos oferece. A Forex já colheu vários frutos deste Encontro e não perderíamos essa oportunidade, ainda mais em meio à crise econômica que estamos enfrentando. Estamos confiantes de novos negócios”, destacou Ana Paula.

 

Related Articles

Leave a Reply